Encontre Seu Imóvel

Blog

Construção civil e materiais orgânicos estão muito mais relacionados do que você pode imaginar!

De um lado, cimento, argamassa, tinta, tijolos e blocos. Do outro, bambu, palha, sapé, fibra natural e cortiça. Se você tivesse que escolher os itens relacionados à construção civil, provavelmente optaria pela primeira lista, mas por mais surpreendente que possa parecer, as duas alternativas estão corretas.

É fato que nós vivemos em uma sociedade que se importa cada vez mais com a sustentabilidade - o que, inclusive, já não era sem tempo. Um dos reflexos disso é o uso de materiais orgânicos e sustentáveis, que está em franca ascensão.

Isso, inclusive, fez com que surgisse um novo termo, o Green Building. Vamos conhecer mais sobre este assunto tão interessante.

 

O que é Green Building?

Literalmente, construção verde. O termo é utilizado para designar edifícios, construções e quaisquer outros espaços que tenham sido pensados na sustentabilidade, não apenas do meio ambiente, mas também social e econômica.

O tema ganhou grande destaque mundial, com uma série de países adotando técnicas, práticas e materiais mais sustentáveis, sem abrir mão da qualidade e eficiência dos serviços prestados.

Isso fica claro no relatório “World Green Building Trends 2018”, feito pela SmartMarket Report e com apoio da Dodge Data & Analytics e da Carrier, que traz dados sobre vários países do mundo.

Um deles é a porcentagem de empresas de construção entrevistadas que fizeram mais de 60% de projetos verdes em 2018, além de uma previsão para o número no ano de 2021, respectivamente. Alguns países que chamam a atenção são os seguintes:

 

• África do Sul (28% / 48%)

• Alemanha (13% / 35%)

• Austrália (46% / 64%)

• Brasil (21% / 42%)

• Canadá (35% / 48%)

• Colômbia (19% / 46%)

• Emirados Árabes Unidos (34% / 66%)

• Espanha (29% / 61%)

• Estados Unidos (32% / 45%)

• Índia (28% / 55%)

• Irlanda (40% / 54%)

• México (27% / 54%)

• Noruega (30% / 64%)

 

Além de alguns bons indicadores já em 2018, é interessante ver como a tendência é de que as construções sejam cada vez mais sustentáveis, o que deve refletir em um futuro próximo.

 

Isso, porém, não quer dizer que não haja algumas dificuldades. O mesmo relatório mensurou, em média, os maiores desafios para a adoção do Green Building, cujos resultados foram os seguintes, embora eles tendam a se resolver com o passar do tempo e o maior conhecimento do público sobre o assunto:

 

• Maiores custos primários (49%)

• Acessibilidade (33%)

• Falta de incentivo e apoio político (33%)

• Falta de conscientização do público (32%)

 

No Brasil, inclusive, já existe uma organização não governamental que trata sobre o tema: a Green Building Council Brasil (GBCB). Ela, inclusive, dá uma certificação às construções sustentáveis, que é a Leadership in Energy and Environmental Design (LEED, ou liderança em energia e design ambiental, em tradução livre).

Comente aqui
O seu endereço de email não será exibido no comentário
Campos obrigatórios são marcados com *
Ainda Restam Caracteres.
Atendimento
(32) 3532-8664 E-mail: gsconstrutora@gsconstrutorauba.com.br


Rua 22 de Maio, 17 - Sl. 803 - Ed. Central
Centro - Ubá - MG - 36500-000
Social
Curta nossa Fanpage